Av. das Esmeraldas, 2899 - Jardim Tangara, Marília - SP
Email
recepcao@clinicasgarbi.com.br
Fale Conosco
(14) 3433-2423 / (14) 3433-0268 / (14) 98135-4871

Postado em 16/08/2019

Síndromes Hipofisárias

SÍNDROMES CLÍNICAS HIPOFISÁRIAS

Hiperprolactinemia: produção excessiva de prolactina, um hormônio da hipófise, que acarreta irregularidade menstrual (nas mulheres), infertilidade, redução da libido e impotência (nos homens), com ou sem galactorréia (produção de leite fora do período puerperal).

 Acromegalia: resultante da produção excessiva do hormônio de crescimento. Quando ocorre na infância leva ao gigantismo.ode acarretar também outras doenças como diabetes, aumento do coração, hipertensão, aumento da tiróide.

 Doença de Cushing: causada por um tumor, geralmente muito pequeno, que produz um hormônio hipofisário e estimula a produção de cortisol pelas supra-renais. As características clínicas desta síndrome são principalmente: aumento de peso, principalmente com aumento da gordura na face e tronco, mas com membros finos, pele fina com estrias largas e violáceas e hematomas. Diabetes mellitus e hipertensão arterial de difícil controle também são comuns nesta síndrome.

🔹 CAUSAS🔹

A maioria das lesões da hipófise são adenomas. Nos casos das lesões funcionantes o paciente pode apresentar uma síndrome dependente do hormônio que está sendo produzido em excesso tanto por um microadenoma como por um macroadeoma (tumor maior que um centimetro).

🔹SINTOMAS🔹

Outros sintomas possíveis são dependentes da destruição do tecido hipofisário normal comprometendo a produção normal dos hormônios da hipófise, assim em qualquer caso de lesão hipofisária é possível observar alteração menstrual nas mulheres ou da potênica nos homens, redução dos pelos corporais; sintomas de hipotiroidismo como frio excessivo, pele seca, desânimo, esquecimento; Importante: Os sintomas ligados aos tumores ou lesões da região hipofisária são muito variáveis e dependentes da alteração da função hormonal da hipófise.

🔹TRATAMENTO🔹

O tratamento de escolha na maioria dos proalctinomas é medicamentoso.
Também existem medicamentos eficazes no tratamento da acromegalia, embora a cirurgia ainda seja a primeira opção para a maioria dos casos, o tratamento clinico pode ser indicado após cirurgia que não foi curativa ou como primeira opção em casos nos quais a cirurgia seja contraindicada ou em casos individuais. A cirurgia geralmente é realizada pela via transesfenoidal, pelo nariz, via utilizada quase que exclusivamente para a hipófise, e portanto poucos neurocirurgiões especializados no tratamento da lesões hipofisárias estarão aptos e experientes com esta via. A radioterapia também pode ser útil para o controle do crescimento do tumor em casos com tumores mais agressivos e invasivos.

Fonte: Sbem

 

Copyright © 2018 Clinica Sgarbi. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por